Cantora escreveu um artigo para a revista 'Glamour' e afirmou que seu pai, que é um machão, não é contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Miley Cyrus no 'People's Choice Awards' em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Reuters/ Agência)Miley Cyrus no 'People's Choice Awards' em Los
Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Reuters)
Miley Cyrus falou sobre a regulamentação do casamento igualitário em um artigo que escreveu para a revista "Glamour". Ao defender a união homoafetiva, a cantora usou como exemplo seu pai, o cantor Billy Ray Cyrus, que ela descreve como sendo um "homem machão, sulista, que mora em fazenda". Miley afirmou que se o sei pai aceita o casamento entre pessoas do mesmo sexo, então todos podem aceitar.


"Todos devemos ser tolerantes e abraçar as diferenças. Meu pai, que é hétero, daqueles homens machões, é sulista e mora em fazenda, aceita todos os meus amigos gays e apoia o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Se meu pai aceita, todos podem aceitar", afirmou.