Declaração foi dada a Ellen DeGeneres. Apesar dela, grupo LGBT da Califórnia abençoa união com Angelina Jolie.

Do Gay1 Entretenimento
Brad Pitt e Angelina Jolie (Foto: Divulgação)Brad Pitt e Angelina Jolie (Foto: Divulgação)
Ao anunciar que está noivo de Angelina Jolie nesta sexta-feira, 13, Brad Pitt caiu em contradição. O ator disse em entrevista à apresentadora Ellen Degeneres, em setembro, que só se casaria quando todos nos Estados Unidos pudessem ter o mesmo direito, referindo-se à permissão do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Apesar da declaração, Rebekah Orr, diretora de comunicação da organização Equality California, grupo da Califórnia que luta pelos direitos LGBT, afirmou que a entidade não condena a decisão dos dois atores se casarem.

"Casamento significa que 'somos uma família' de uma maneira que nada mais pode significar... Ninguém deve negar isso a si mesmo ou a sua família", afirmou Rebekah.