Do Gay1 Entretenimento, com informações do UOL
Cartunista Laerte tem acervo de 12 anos de trabalho roubado por ladrões que invadiram sua casa na zona oeste de SP (Foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)Cartunista Laerte tem acervo de 12 anos de trabalho roubado por ladrões que invadiram sua casa na zona oeste de SP (Foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Uma campanha mobilizada por internautas pede para que os ladrões devolvam o acervo digital do cartunista Laerte, que teve a casa roubada na madrugada de segunda para terça (1), em São Paulo. "Fico muito comovida, isso é uma mostra de afeto. Seria uma consagração, não fosse a dor de cabeça que está me dando", disse Laerte.

Desde 2010, o cartunista adotou o estilo de vida crossdesser e passou a se vestir, maquiar e cortar o cabelo como mulher. Embora não tenha vontade de mudar de sexo, ele fala e se comporta como uma pessoa do sexo feminino.

"Não sei se vai dar resultado, nunca tive esse tipo de experiência, não sei o que se passa na cabeça da pessoa que leva esse material. Mas fico muito feliz, acho muito legal essa preocupação que as pessoas têm comigo, com o meu trabalho", disse o cartunista.

Laerte teve pelo menos 12 anos de seu acervo digital roubado. Quanto aos quadrinhos físicos, o cartunista também suspeita ter perdido material, mas ainda não sabe dizer o quê. "Ainda estou descobrindo o que foi levado", disse.